quinta-feira, 15 de março de 2018

NO DIA 16 DE OUTUBRO DE 1982



Começou a grande provação que já fez 35 anos, que fiquei impossibilitado de fazer as coisas sem precisar de auxilio de outra pessoa, porque fiquei um homem indefeso por causa a grande deficiência que eu fiquei, não faço mais nada só, tudo depende dos outros, fiquei como uma criança recém-nascida a depender de uma mão amiga, porque o recém-nascido depende dos seus pais, e eu tenho 60 anos sou um idoso que virou criança, que precisa de tudo para fazer o que eu quero, a deficiência com apenas 25 anos, fiquei nas mãos dos outros, pior seria se eu não tivesse ninguém ao meu lado, tenho a minha esposa, filha e neta e familiares, amigos, colegas de trabalho, e do colégio Juventus, a aceitação de ficar inválido só foi possível, porque tenho Deus e Nossa Senhora, para me dar força e energia, para eu suportar e aguentar essa deficiência de 35 anos, mas a fé e a religiosidade me ajuda bastante, e Jesus e Nossa Senhora estão sempre atentos, para eu cumprir com a missão que Deus me concedeu, que é dizer aos meus irmãos e irmãs, que a fé a assistência divina nos fortalece e nos consola, eu sei como eu me encontro, mas essa deficiência grandiosa não me abala, porque eu tenho a luz divina a me iluminar, e com Cristo e Nossa Senhora eu driblo os obstáculos, e agora Jesus e Nossa Senhora estão a me guiar e a me proteger, eu entreguei a minha vida aos mãos deles e fico tranquilo, é com  essa deficiência eu fiquei, que eu tive uma grande alegria e prazer em seguir Jesus e a Virgem Santíssima, que eu sou plenamente feliz, porque a felicidade plena é aquele quem segue Jesus e Nossa Senhora no seu dia a dia.



Fernando Freire.